terça-feira, 18 de agosto de 2015

Polícia prende suspeito de assalto que terminou com morte de PM no Gutierrez


Homem de 50 anos foi detido com arma no Aglomerado da Ventosa. PM que fazia a segurança do ex-governador do estado foi atingido na barriga durante um assalto em 29 de julho

postado em 18/08/2015 08:16 / atualizado em 18/08/2015 08:24
Um homem de 50 anos foi preso com uma arma na noite de segunda-feira no Aglomerado Ventosa, que fica no Bairro Havaí, Região Oeste de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar (PM), ele é suspeito de integrar o grupo envolvido no assalto que terminou com o sargento Fábio Tadeu Cunha, de 50 anos, baleado. Ele morreu 17 dias depois.

De acordo com a PM, Jurandir Donato dos Passos foi abordado após uma ocorrência de disparos no aglomerado. Quando os militares passaram pelo Beco Basílio, viram dois homens armados com uma pistola e um revólver. Ambos fugiram ao notar a aproximação dos policiais.

Passos invadiu a casa de um morador para se esconder, mas acabou detido pela polícia. Ele disse ter jogado a arma fora e negou conhecer a identidade do outro suspeito, que conseguiu fugir. O revólver e a munição foram localizados. Passos também revelou que a arma foi usada durante um assalto a uma loja de embreagens no Bairro Salgado Filho em 27 de julho.

Ainda de acordo com a PM, o serviço de inteligência da corporação recebeu informações de que o homem é suspeito de integrar o grupo envolvido no assalto ao sargento Fabiano, no dia 29 do mês passado. O suspeito foi levado para a Delegacia de Plantão do Barreiro.

O CASO O crime aconteceu na tarde do dia 29 de julho. O sargento Fábio Tadeu Cunha deixou o ex-governador Alberto Pinto Coelho (PP) na sede do Partido Progressista e depois foi abordado por homens quando deixava o local. Cunha, que era da Guarda Militar e responsável pela segurança do ex-governador, reagiu e trocou tiros com os criminosos. Ele acabou atingindo na barriga. Os assaltantes fugiram. O sargento morreu no último sábado, após 17 dias na UTI do Hospital de Pronto Socorro João XXIII.

Veja o vídeo do assalto

Nenhum comentário:

Postar um comentário