sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

PARABENIZO MINHA FILHA BÁRBARA HÉLLEN SOARES DIAS PELA PASSAGEM DE SEU ANIVERSÁRIO!






quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

QUEIMA DE ÔNIBUS: UM CRIME QUE SE APROXIMA E SE ASSEMELHA MUITO AO CRIME DE TERRORISMO

TEXTO DE CLÁUDIO CASSIMIRO DIAS - PÓS GRADUADO EM CRIMINOLOGIA E DIREITO.





A QUEIMA DE ÔNIBUS QUE TEM OCORRIDO EM ALGUMAS CIDADES, POR TODO O BRASIL, SE ASSEMELHAM MUITO AO CRIME DE TERRORISMO. ALGUÉM OU UM GRUPO DE PESSOAS AS MARGENS DA LEI (CRIMINOSOS) SE APROXIMAM OU ADENTRAM OS ÔNIBUS, ORDENAM QUE S PASSAGEIROS DESÇAM E EM SEGUIDA ATEIAM FOGO NO COLETIVO. 
JÁ OCORRERAM CASOS EM QUE AO ATEAR FOGO, OS MARGINAIS NÃO ESPERARAM QUE OS PASSAGEIROS DESCESSEM DO ÔNIBUS, INCLUSIVE RESULTANDO EM MORTE E OU FERIMENTOS GRAVES DE PASSAGEIROS.
PARA COMPLETAR A AÇÃO DELITUOSA, MUITOS REALIZAM ARRASTÕES E SUBTRAEM OS PERTENCES DOS PASSAGEIROS.
INCENDIAR ÔNIBUS É UMA AÇÃO, QUE DATA VÊNIA, NO MEU ENTENDIMENTO E DE ALGUNS ESTUDIOSOS E LEGISLADORES, SE ASSEMELHA MUITO AO CRIME DE TERRORISMO.
O PÂNICO TRAZIDO AOS PASSAGEIROS, ALÉM DO TEMOR DE PERDER A VIDA, AINDA CAUSA UM SOFRIMENTO AO TENTAR DESCER DO COLETIVO, SER PISOTEADO, SOFRER LESÕES, ISSO SE, POR UM MOTIVO OU OUTRO NÃO DER TEMPO DE ALGUM PASSAGEIRO DESCER DO ÔNIBUS EM CHAMA.
A LEGISLAÇÃO, COM SUAS BRECHAS E COMPLACÊNCIA, COLABORAM DE UMA FORMA COM A REINCIDÊNCIA DELITIVA. SENDO QUE MUITOS DESSES INCENDIÁRIOS ESTÃO LIGADOS AO TRÁFICO DE DROGAS E OUTROS CRIMES.
A POLÍCIA POLICIA, VIGIA, INVESTIGA, PREVINE, PRENDE, MAS AS LEIS.... AS LEIS... 

Download do programa do IRPF 2017 é liberado hoje


Programa gerador da declaração do Imposto de Renda 2017 pode ser baixado a partir das 9h. Confira os prazos deste ano e a multa por atraso

São Paulo – O programa gerador da declaração do Imposto de Renda 2017 estará disponível para download a partir das 9h desta quinta-feira (23), no site da Receita Federal.
O prazo de entrega da declaração começa no dia 2 de março e termina em 28 de abril, mas o contribuinte já pode preencher e importar informações de declarações anteriores para o programa.
Este ano, quem já tem o programa gerador instalado não precisa fazer um novo download, pois será possível atualizá-lo automaticamente. Para isso, o contribuinte deve clicar em “Menu”, “Ferramentas” e “Verificar atualizações”.
Outra novidade é que não é mais necessário baixar o programa Receitanet separadamente, pois ele foi incorporado ao programa gerador do Imposto de Renda 2017.
Quanto mais cedo o contribuinte enviar as informações à Receita, a partir do início do prazo de entrega da declaração, maiores são as chances de receber a restituição do imposto nos primeiros lotes, que devem ser liberados a partir de 16 de junho.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Horário de verão termina à 0h de domingo; relógio deve ser atrasado em 1 hora

Horário de verão termina à 0h de domingo; relógio deve ser atrasado em 1 hora

Expectativa do governo é que a medida tenha levado à redução de 4,5% no consumo de energia no horário de pico de demanda. Horário de verão começou em 16 de outubro.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

BOM EXEMPLO DE UM PAI - extraído da internet.

Um pai queria proporcionar um dia especial para seus dois filhos. Resolveu fazer uma surpresa. Numa tarde ensolarada, decidiu levar seus filhos ao circo.
Ao chegar à bilheteria, pergunta:
- Olá, boa tarde, quanto custa a entrada?
O vendedor responde:
- R$ 30,00 para adultos, e R$ 20,00 para crianças de 7 a 14 anos. Crianças menores de 6 anos não pagam. Quantos anos eles têm?
E o pai responde:
- O menor tem 3 anos e o maior 7 anos.
Com um sorriso, o rapaz da bilheteria diz:
- Se o Sr. tivesse falado que o mais velho tinha 6 anos, eu não perceberia, e você economizaria R$ 20,00.
E o pai responde:
- É verdade, pode ser que você não percebesse, mas meus filhos saberiam que eu menti para obter uma vantagem e jamais se lembrariam desta tarde como uma tarde especial.
E finaliza:
- A verdade não tem preço. Hoje deixo de economizar R$20,00 que não me pertenceriam por direito, mas ganho a certeza de que meus filhos saberão a importância de sempre dizer a verdade!
O atendente permaneceu mudo… Também ele teria uma tarde especial para se lembrar…
Esta história ilustra uma cena em que os filhos presenciam uma atitude correta do pai. A história nos permite perceber que:
- Nada deve substituir a verdade.
- Educar é dar o exemplo.
- Jamais devemos fazer pequenas concessões à mentira, o preço é alto demais.
- As palavras convencem, mas o exemplo arrasta.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

PRIMEIRA SESSÃO CULTURAL DA ACADEMIA DE LETRAS JOÃO GUIMARÃES ROSA DA PMMG, NO ANO DE 2.017, ACONTECEU NA ACADEMIA DA POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS, NO DIA 04 DE FEVEREIRO E CONTOU COM A PRESENÇA DE DIVERSOS CONVIDADOS E ACADÊMICOS

O PRESIDENTE DA ALJGR KLINGER SOBREIRA DE ALMEIDA DÁ INÍCIO AOS TRABALHOS

TENENTE FRANCIS ALBERT, PÓS DOUTOR, FOI O PALESTRANTE DA REUNIÃO ACADÊMICA
TENENTE FRANCIS RESGATA A PEDIDO DO CEL KLINGER, A HISTÓRIA DO CAPITÃO LOPES, QUE FEZ PARTE DA CONSTRUÇÃO DA CIDADE DE BELO HORIZONTE.






O MESTRE DE CERIMÔNIA, ACADÊMICO JOSÉ GUILHERME CONVIDA OS PRESENTES PARA ENTOAREM O HINO NACIONAL BRASILEIRO, AO SOM DO GRUPO DE CORDAS DO ORQUESTRA SINFÔNICA DA PMMG, SOB A BATUTA DO ACADÊMICO CAPITÃO LACERDA.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Deputado Subtenente Gonzaga fala sobre a crise na segurança pública do ES


Reforma do ensino médio é aprovada e vai à sanção de Michel Temer

Presidente comemorou e elogiou os senadores. Oposição critica a matéria, especialmente pelo que consideram falta de tempo para debatê-la

01:30 | 09/02/2017
Michel Temer reajustou repasses para merenda escolar e depois comemorou votação no Senado MARCELO CAMARGO/ABR
Michel Temer reajustou repasses para merenda escolar e depois comemorou votação no Senado MARCELO CAMARGO/ABR

O plenário do Senado aprovou ontem a Medida Provisória que trata da Reforma do Ensino Médio. O texto foi aprovado por 43 votos favoráveis e 13 contrários e seguirá agora para sanção do presidente da República, Michel Temer. A MP não sofreu alterações em relação ao texto final da Câmara dos Deputados.

Entre as principais mudanças estão a ampliação de 50% para 60% a composição do currículo da etapa de ensino preenchido pela Base Nacional Comum. Os 40% restantes serão destinados aos chamados itinerários formativos, em que o estudante poderá escolher entre cinco áreas de estudo: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional. O projeto prevê que os alunos poderão escolher a área na qual vão se aprofundar já no início do ensino médio.

Quando passou pela Câmara, a medida recebeu emenda restabelecendo a obrigatoriedade das disciplinas de educação física, arte, sociologia e filosofia na Base Nacional Comum Curricular, que estavam fora do texto original. A oposição no Senado tentou obstruir a votação e apresentou diversas sugestões de emenda para tentar modificar o texto, mas elas foram rejeitadas pela maioria do plenário.

presidente Michel Temer parabenizou o Congresso Nacional pela aprovação da medida provisória que trata da reforma do ensino médio. Por meio de nota à imprensa, Temer disse que as alterações na grade curricular serão “instrumento fundamental para a melhoria do ensino” brasileiro. O novo modelo, segundo ele, possibilitará aos jovens adaptações de acordo com suas necessidades sociais, aproximando “a escola do setor produtivo” tendo como base as novas demandas profissionais do mercado de trabalho.

Novos valores
A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) comparou a atual reforma promovida pelo governo Michel Temer com a reforma educacional promovida em 1971 pelo regime da ditadura militar. Segundo a senadora, o governo militar fez a reforma sem debates, impondo a reformulação. Ela registrou que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já deu parecer apontando falhas na proposta.

Também contrárias à MP, as senadoras Ângela Portela (PT-RR) e Regina Sousa (PT-PI) reforçaram as críticas. Para a primeira, o governo não promoveu debates democráticos com professores, alunos, especialistas ou sociedade em geral. Ângela Portela disse que as mudanças prejudicarão a formação geral de qualidade. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) questionou como municípios e estados financiarão escolas em período integral. A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) criticou a MP e disse que as mudanças desvalorizam o magistério e precarizam a situação do trabalho do professor, ao prever o fim da aposentadoria especial da categoria.


43
senadores
Votaram pela aprovação da matéria

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE MINAS GERAIS


terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Comando da PM do ES ordena serviço fora dos quartéis


MPF e MPES haviam pedido o retorno das tropas às ruas.
Órgão ainda não receberam resposta da Sesp.

Manoela AlbuquerqueDo G1 ES
O comandante geral da Polícia Militar, coronel Nylton Rodrigues, ordenou que todos os policiais foram escalados para irem às ruas a partir desta terça-feira (7). “Os policiais devem comparecer diretamente aos seus locais de serviço”, disse.
O Espírito Santo está sem a PM nas ruas porque protestos de familiares dos policiais bloqueiam as saídas dos batalhões. As famílias pedem reajuste salarial para a categoria, que é proibida de fazer greve. O estado diz que não tem caixa para bancar o reajuste. E, nesse impasse, está a população que, desde sábado (4), vive uma onda de violência com mortes, saques e assaltos.
Na segunda-feira (6), o Ministério Público estadual  notificou o comantande geral da Polícia Militar e o comando geral do Corpo de Bombeiros Militar para colocarem imediatamente a tropa na rua e restabelecer a ordem pública.
O  Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) enviou, também na segunda-feira, um ofício ao secretário de estadual de Segurança Pública, André Garcia, requisitando informações sobre a paralisação dos policiais militares para saber se havia determinação direta para que as tropas retomassem às ruas.
Até o momento o MPF/ES não foi informado sobre a ordem dada pelo comandante geral da PM. O prazo para a resposta vence no fim da tarde desta terça-feira.
Segundo o coronel, atualmente há 500 policiais, 250 homens do Exército e 200 homens da Força Nacional nas ruas. Ainda hoje, devem chegar mais 750 militares para fazer a segurança no estado.
Além dos policiais que já faziam o policiamento nas ruas, o comantande disse que os policiais em funções administrativas também vão fazer o policiamento ostensivo.
Essa foi a primeira ordem do comandante no cargo, que foi repassada aos batalhões e companhias da PM por escrito, segundo ele. Os policiais que descumprirem a ordem serão investigados.
Quanto ao movimento instalado na frente dos batalhões, o coronel classificou como irresponsável e disse que não será necessária nenhuma intervenção.

“A população está desassistida, alguns policiais estão fazendo esse movimento de maneira equivocada. Não teremos mais policiais dentro dos quartéis. Essas senhoras estarão ali, mas os policiais vão estar nas ruas”, disse.
O secretário de Segurança, André Garcia, disse que a Sesp ainda não tem um balanço dos crimes que aconteceram e que a prioridade é garantir a segurança da população. Garcia fala que os manifestantes estão sendo identificados e serão responsabilizados.

“Nós vamos fazer esse balanço e ele vai ser creditado a cada um dos responsáveis por esse movimento. Cada uma dessas mortes, cada um desses assaltos, cada um desses transtornos, e essa sensação de insegurança causada por um movimento irresponsável que trouxe o caos e tentou deixar refém a sociedade de uma questão corporativa”, declarou.
Entenda a crise na segurança no ES
– Os PMs reivindicam aumento nos salários, pagamento de benefícios e adicionais e criticam as más condições de trabalho.
– Como os PMs não podem fazer greve, as famílias foram para a frente dos batalhões para impedir a saída das viaturas policiais.
– O bloqueio começou no sábado (4) e atinge a Grande Vitória e cidades como Linhares, Aracruz, Colatina, Cachoeiro de Itapemirim e Piúma. 
– Desde então, a Grande Vitória registrou 75 mortes violentas, ante 4 em todo o mês de janeiro, segundo o sindicato da Polícia Civil.
– Escolas, postos de saúde e parte do comércio estão fechados desde segunda-feira (6), quando ônibus também pararam de circular. Os coletivos voltaram a rodar na manhã desta terça (7), mas serão recolhidos novamente às 19h.
– 1.000 homens das Forças Armadas fazem policiamento na Grande Vitória desde segunda; 200 integrantes da Força Nacional começam a atuar nesta terça.
Crise no Espírito Santo - versão 2 (Foto: Arte/G1)

Grande Vitória tem tiroteio e saques a comércios mesmo com Exército


População não sai de casa e ruas ficam desertas na região metropolitana.
Ônibus voltaram a circular, mas o cidadão enfrenta dificuldade.

Do G1 ES, com informações da TV Gazeta
Mesmo com a chegada da Força Nacional e dos militares do Exército nas ruas da Grande Vitória, a violência continua. Durante a madrugada, um carro foi incendiado na Serra, um tiroteio foi registrado em Vila Velha e um supermercado de Vitória foi saqueado. Os ônibus voltaram a circular, mas o cidadão enfrenta dificuldade e tem medo de sair de casa.
O Espírito Santo está sem a PM nas ruas porque protestos de familiares dos policiais bloqueiam as saídas dos batalhões. As famílias pedem reajuste salarial para a categoria, que é proibida de fazer greve. Desde sábado (4), o estado vive uma onda de violência com mortes, saques e assaltos.
Até agora, foram registradas 75 mortes violentas na Grande Vitória, ante 4 em todo o mês de janeiro, segundo o sindicato da Polícia Civil. O governo ainda não confirmou nenhum número.
Os primeiros homens da Força Nacional de Segurança começaram a chegar ao Espírito Santo na madrugada desta segunda. Eles se juntam às tropas do Exército, que já foram para as ruas no final da tarde desta terça.
A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos amanheceu lotada em Vitória. São tantas vítimas que tem motorista esperando há um dia para conseguir fazer boletim de ocorrência.
Nas ruas, o clima é de medo e insegurança. O comércio não abriu as portas, escolas estão sem aulas, postos de saúde e agências bancárias fechadas. Os ônibus só começaram a circular depois das 9h, com a presença do Exército nos terminais.
No Centro de Vitória, nenhum comerciante quis abrir as portas. Na Glória, em Vila Velha, lojas foram fechadas por conta do medo. “Hoje eu estou com medo de correr o risco, porque cadê o policiamento?”, questionou a comerciante Maria da Penha Abreu.
A moradora do bairro da Glória, Luciana Neves, contou que de madrugada aconteceu um tiroteio. Vários criminosos foram detidos pela Guarda Municipal.
“Nossa, foi horrível, eu tinha levantado para ir ao banheiro e ouvi pipocando. Só vi o pessoal da patrulha da prefeitura montando na moto e indo atrás”, afirmou.
Em Santa Rita, também em Vila Velha, criminosos arrombaram a grade de uma loja de calçados, quebraram a vidraça e fugiram levando tudo o que podiam. Em um vídeo, dá para ver uma mulher levando uma arara inteira de sandálias.
“Não tem segurança nas ruas, todo mundo com medo. Impossível trabalhar hoje”, disse a vendedora Jordana Lopes.
Em Cariacica, na avenida Expedito Garcia, a maioria das lojas não abriu as portas por causa da insegurança.
Crise no Espírito Santo - versão 2 (Foto: Arte/G1)
Pontos e terminais vazios
Mesmo com a volta dos ônibus, poucas pessoas esperavam nos pontos ou nos terminais. Os ônibus pararam de circular às 16h desta segunda-feira (7) por causa da onda de violência.

Nesta manhã, o Sindirodoviários-ES informou que os coletivos começaram a sair das garagens após uma reunião dos trabalhadores com o governo.
No entanto, caso alguma violência seja registrada com os coletivos ou motoristas, cobradores e passageiros, a circulação será suspensa, segundo o sindicato. Por segurança, homens do Exército estão nos terminais rodoviários fazendo o policiamento.
Lixo nas ruas
Sem serviços básicos, o lixo está se acumulando nas esquinas. O posto de coleta está cheio e as sacolas se espalhavam por diversos pontos da Grande Vitória.

A Prefeitura de Vitória disse que o serviço na capital já foi normalizado. Em Vila Velha, o recolhimento está sendo feito na parte baixa da cidade e os caminhões devem retomar os serviços na parte alta assim que a segurança for restabelecida. Já a prefeitura da Serra  informou que não houve problemas no município.
Entenda a crise na segurança no ES
– Os PMs reivindicam aumento nos salários, pagamento de benefícios e adicionais e criticam as más condições de trabalho.
– Como os PMs não podem fazer greve, as famílias foram para a frente dos batalhões para impedir a saída das viaturas policiais.
– O bloqueio começou no sábado (4) e atinge a Grande Vitória e cidades como Linhares, Aracruz, Colatina, Cachoeiro de Itapemirim e Piúma. 
– Desde então, a Grande Vitória registrou 68 mortes violentas, ante 4 em todo o mês de janeiro, segundo o sindicato da Polícia Civil.
– Escolas, postos de saúde e parte do comércio estão fechados desde segunda-feira (6), quando ônibus também pararam de circular. Os coletivos voltaram a rodar na manhã desta terça (7), mas serão recolhidos novamente às 19h.
– 1.000 homens das Forças Armadas fazem policiamento na Grande Vitória desde segunda; 200 integrantes da Força Nacional começam a atuar nesta terça.
Confira o que funciona ou não nas cidades nesta terça-feira:
Entidades empresariais
Fecomércio, CDL Vitória, CDL Serra e Sindilojistas. A orientação é para que os lojistas não abram seus estabelecimentos enquanto não houver segurança.

Supermercados
A Acaps informou que as lojas vão abrir normalmente hoje. Caso a insegurança permaneça, deverão fechar.

Postos
O Sindipostos-ES orientou os postos de combustíveis a paralisarem suas atividades até que tudo se normalize. Mas a decisão é de cada revendedor.

Bancos
Caixa Econômica: vai avaliar a evolução do processo para retomada de suas atividades.
Banestes e Itaú: vão abrir normalmente.
Bradesco: agências fechadas
Sicoob: vai decidir como será o funcionamento das agências no estado nesta terça, depois que forem divulgadas novas informações sobre a situação da segurança pública.

Shoppings
Shopping Vitória: vai adotar o horário praticado aos domingos. Nesta terça, o funcionamento de lojas e estandes será facultativo das 13h às 15h; e obrigatório das 15 às 21h. Já a praça de alimentação e restaurantes funcionam de 11h às 22h.
Shopping Jardins em Vitória: só abrirá com policiamento e transporte público regularizados.
Shopping Vila Velha: funcionará normalmente hoje, das 10h às 22h.
Shoppings Mestre Álvaro, Moxuara, Montserrat, Praia da Costa: vão abrir normalmente.

EDP Escelsa (concessionária de energia elétrica)
Atendimento presencial suspenso em Guarapari, Serra, Vila Velha, Cariacica, Viana, Vitória e Cachoeiro de Itapemirim.

Escolas com aulas suspensas
Rede estadual: todas as escolas.
Ifes: as aulas estão suspensas em todos os campi.
Ufes: aulas suspensas nos quatro campi.

Prefeituras
Vitória: Não funcionarão escolas, unidades de saúde, o setor administrativo, a Casa do Cidadão e os Creas.
Vila Velha:  Escolas não funcionarão e apenas uma unidade de saúde atenderá em cada região. Os PAs da Glória e de Cobilândia irão abrir. A vacinação contra a febre amarela está mantida nas seguintes unidades: Jaburuna; Ibes, Paul, Jardim Marilândia; Barra do Jucu.
Serra: Apenas os PAs e a Maternidade de Carapina estarão funcionando. O expediente administrativo e as aulas estão suspensos.
Cariacica: Todas as atividades estão suspensas.
Viana: Todas as atividades estão suspensas, exceto o PA Arlindo Villaschi ficará aberto para atender urgência e emergência.
Guarapari: Aulas suspensas.
Fundão: Todas as atividades estão suspensas.
Linhares: Todas as atividades estão suspensas.
Cachoeiro de Itapemirim: aulas suspensas e unidades de saúde fechadas. Apenas a UPA de Marbrasa ficará aberta para atender casos de urgência e emergência.
Piúma: Aulas suspensas e atendimento de agentes de saúde nas casas suspenso.

  •  
Loja Ricardo Eletro, em Goiabeiras, é saqueada na capital do Espírito Santo (Foto: Fernando Madeira/ A Gazeta)Loja Ricardo Eletro, em Goiabeiras, é saqueada na capital  (Foto: Fernando Madeira/ A Gazeta)
PMs retornam a pé
Os policiais militares estão retornando aos poucos às ruas. A informação é de que eles estão trabalhando a pé. O presidente da Associação de Cabos e Soldados, cabo Renato, confirmou a volta dos PMs, mas disse que essa não é uma opção segura.

DML de Vitória superlotado
O Departamento Médico Legal (DML) de Vitória está superlotado, segundo o presidente do Associação dos Investigadores da Polícia Civil do Espírito Santo (Assinpol), Junior Fialho. Na tarde da segunda, havia 12 corpos nas geladeiras e 16 no chão. O DML só tem 12 geladeiras funcionando.

DML de Vitória ficou lotado (Foto: Reprodução/ Whatsapp)DML de Vitória ficou lotado (Foto: Reprodução/ Whatsapp)
Roubos, saques e mortes
Enquanto policiais militares não voltaram às ruas, criminosos aproveitaram para praticar furtos, roubos, arrombamentos em todo o estado. A Federação do Comércio do Espírito Santo (Fecomércio) informou que o prejuízo já passa de R$ 4,5 milhões.

Além das 75 mortes em apenas 4 dias, um guarda municipal foi baleado na perna durante o trabalho. Ele faz parte do serviço de inteligência da Guarda e foi ferido durante uma troca de tiros com criminosos.
Um ônibus do sistema Transcol também foi roubado do Terminal de Carapina, na Serra, nesta segunda. O veículo foi recuperado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os responsáveis pelo crime conseguiram fugir.
Pedágio da Terceira Ponte liberado
As cabines de cobrança do pedágio na Terceira Ponte, na Grande Vitória, foram fechadas às 18h30 da segunda, segundo a Rodosol, concessionária que administra a via. O motivo é a falta de policiamento nas ruas. A cobrança voltou a ser realizada nesta terça-feira, às 6h.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Adolescente é apreendido por envolvimento em assalto a ônibus com morte na Raja Gabaglia, em BH

Vítima pulou de ônibus em movimento para tentar escapar, na última terça-feira (31); outras duas mulheres ficaram feridas.

A Polícia Militar informou neste sábado (3) que apreendeu um adolescente suspeito de participar do assalto a ônibus na Avenida Raja Gabaglia, em Belo Horizonte, que resultou na morte de uma advogada nesta semana. Segundo a corporação, imagens do circuito de segurança do veículo e informações de testemunhas ajudaram na identificação.
A mulher de 26 anos pulou do ônibus em movimento para tentar escapar do assalto, na noite desta terça-feira (31), conforme informou a Polícia Civil ao assumir a investigação do caso. De acordo o boletim de ocorrência, três suspeitos entraram no coletivo da linha 4110 (Dom Cabral/Belvedere) na altura do bairro Belvedere e, quando o veículo descia a Avenida Raja Gabaglia, no sentido Centro, anunciaram o roubo.
Neste sábado (4), o adolescente foi detido por volta das 10h no Morro do Papagaio, na Região Centro-Sul. Aos militares, ele contou que recolheu pertences do passageiros e que, durante o assalto, houve um tumulto dentro do veículo. E que, neste momento, a advogada caiu e bateu a cabeça.
Ele foi encaminhado para o Centro de Atendimento Integrado ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA), no bairro Barro Preto. A PM informou que há outros suspeitos e que buscas continuam neste sábado (4).
No dia do crime, testemunhas contaram aos militares que, durante todo o assalto, os ladrões mostraram um volume na cintura para o motorista e recolheram os objetos dos passageiros. Com o tumulto, passageiros conseguiram abrir uma das saídas de emergência e pular do veículo em movimento. A jovem, de 26 anos, se feriu gravemente. Outras duas mulheres tiveram cortes e escoriações pelo corpo.
Após o roubo, os suspeitos fugiram. Na ocasião, motorista informou à polícia que os ladrões eram conhecidos por crimes do mesmo tipo. O adolescente apreendido teria participado de outro assalto a ônibus no dia 20 de janeiro, segundo a PM.