quarta-feira, 15 de julho de 2015

Operação desmonta quadrilha e prende 26 em Divinópolis

Ação foi coordenada pela Seds, com apoio das polícias Civil, Federal e Militar


Do R7
Ação começou na manhã desta quarta-feira Seds/Divulgação
Uma operação conjunta coordenada pela Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social) cumpriu diversos mandados de prisão e de busca e apreensão nesta quarta-feira (15), em Divinópolis, no centro-oeste do Estado. O objetivo da operação foi coibir a ação de criminosos especializados em roubos de veículos e residências, furtos e tráfico de drogas. As ações do FICCO são realizadas em conjunto com as Polícias Federal, Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.

A operação em Divinópolis teve início às 6h, mobilizando aproximadamente 300 policiais em vários pontos da cidade. No total, 26 pessoas foram presas, sendo 21 em razão de mandado de prisão e o restante em flagrante delito. Também foram apreendidos materiais ilícitos ou em situação ilegal como aparelhos celulares, drogas e um rádio HT. As ocorrências foram encaminhadas para as delegacias das Polícias Civil e Federal da cidade.
De acordo com o delegado da Polícia Federal Daniel de Souza, a operação resultou de inquérito policial instaurado na Delegacia da PF de Divinópolis, que visava identificar uma quadrilha de assaltantes. Segundo ele, a investigação foi iniciada em janeiro deste ano, com informações obtidas por meio de diligências para apurar a autoria dos responsáveis por arrombamentos em agências bancárias da região, inclusive com uso de explosivos.

No decorrer das investigações, os policiais federais conseguiram demonstrar que os envolvidos formaram três núcleos de atuação criminosa, sendo que cada núcleo se dedicava mais a um tipo de crime, embora agissem integrados nas práticas criminosas investigadas, principalmente para emprestar armas utilizadas, assim como guardar material roubado, drogas ou auxiliar na fuga dos autores dos delitos.

Praticamente todos os mandados foram cumpridos em Divinópolis. No entanto, outros dois foram cumpridos nas cidades de Bom Despacho e em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Na cidade paulista, por exemplo, foi preso um traficante conhecido em Divinópolis. Segundo a Polícia Federal, esse traficante atuava na cidade, mas vivia em São Paulo por desavença com quadrilhas rivais.

Os conduzidos na operação responderão pelos crimes de roubo, furto, receptação, cárcere privado, associação criminosa, formação de organização criminosa e tráfico de drogas, além de outros crimes que vierem a ser apurados graças ao cumprimento dos mandados de prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário