sábado, 14 de novembro de 2015

Presidente francês acusa Estado Islâmico de cometer 'ato de guerra'


Hollande decretou três dias de luto em homenagem aos mortos nos atentados

 
    
 postado em 14/11/2015 08:10 / atualizado em 14/11/2015 09:00
 AFP /Agence France-Presse
AFP/STEPHANE DE SAKUTIN
O presidente francês, François Hollande, acusou neste sábado o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) de ser responsável pelos ataques realizados na sexta-feira à em Paris, que fizeram 128 mortos e 250 feridos. 

O líder francês disse que os ataques foram organizados no exterior com a ajuda de cúmplices no interior do país. O presidente deu uma declação à nação sobre os atentados, os quais ele qualificadou de "um ato de guerra do Estado Islâmico contra a França". 

"O que aconteceu ontem é um ato de guerra (...) foi cometido pelo Daesh (acrônimo em árabe de EI), organizado no exterior e com cúmplices internos que a investigação deverá estabelecer", declarou Hollande no Eliseu.

O presidente também declarou luto nacional de três dias e anunciou que falará segunda-feira no Parlamento francês para informar medidas que planeja adotar. Hollande falará perante as duas câmaras do Parlamento juntas no Palácio de Versalhes, uma medida pouco frequente na república francesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Após reunião com comando da PM, governo confirma 13º em duas parcelas

Segundo nota oficial divulgada pela corporação, o salário será pago nos dias 26 de dezembro e 19 de janeiro do ano que vem ...