sábado, 30 de abril de 2016

O TRABALHADOR (poema de Cláudio Cassimiro Dias)


O TRABALHADOR QUE SAI DE MANHÃ PARA BUSCAR O SUSTENTO DA CASA. DA FAMILIA E DE SI PRÓPRIO.
OLHA PARA O CÉU E PEDE
QUE DEUS ABENÇOE MAIS UMA VEZ.
LEVANTA A FERRAMENTA E A CAPINA COMEÇA
ELEVA NOVAMENTE OS OLHOS AOS CÉUS E PENSA NOS SEUS
QUE EM CASA ESPERAM O FRUTO DA LABUTA.
SEGUE CAPINANDO E ROÇANDO A ÁREA.
ATE QUE NO FINAL DO DIA VÊ O RESULTADO DAS BRAÇADAS.
CAMINHA DE VOLTA A SEU LAR. AGORA COM O SUOR DO PROPRIO ROSTO, MAS MUITO FELIZ.
SEGUE ASSIM NOS OUTROS DIAS E MESES E ANOS. SEGUE UMA VIDA. VIDA A VIVER E TRABALHAR.
A DIVERSÃO VEM TAMBEM, NOITES DE SONO, BEM E MAL DORMIDAS, SEGUE A VIDA, SEGUE A VIDA, SEGUE A VIDA...

Sargento Cláudio Cassimiro Dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Rocinha e outras 7 comunidades do Rio têm novos tiroteios

Pela manhã, criminosos atiraram contra policiais que faziam cerco à Rocinha, o que levou o governo do RJ a pedir reforço das Fo...