terça-feira, 19 de abril de 2016

Comissão do impeachment será instalada no Senado na terça-feira, diz Renan

Por Agência Senado | - Atualizada às


Decisão anunciada pelo presidente do Senado contraria os pedidos da oposição, que queria acelerar o processo; partidos tem até sexta-feira (22) para indicar nomes para o colegiado

Agência Senado
Renan:
Jane de Araújo/Agência Senado - 19.4.16
Renan: "Não estamos produzindo o noticiário de cada dia, estamos fazendo a história do Brasil"
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) determinou nesta terça-feira (19) prazo de 48 horas para que os partidos indiquem seus representantes na comissão do impeachment que será instalada na Casa. A decisão contraria os pedidos da oposição, que queria a indicação imediata dos nomes.
De acordo com Renan, na sessão desta terça será lida em Plenário a autorização da Câmara para abertura do processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff. Na sequência, Renan solicitará aos líderes a indicação dos integrantes da comissão.
"A prudência recomenda que se os líderes não indicarem [nesta terça-feira], será dado o prazo regimental de 48 horas. Ao final das 48 horas, se os líderes não indicarem, o presidente do Senado fará a indicação", afirmou.
Considerando o feriado desta quinta-feira (21), o prazo regulamentar fica para sexta-feira (22).
A comissão será eleita na sessão deliberativa do Plenário na terça-feira (26), quando então começará o prazo de 10 dias para aprovação de parecer sobre a admissibilidade do processo de impeachment. O Plenário, então, terá 48 horas para votar o parecer por maioria simples.
Questionado por jornalistas se o Senado não deveria reduzir os prazos, Renan Calheiros afirmou que os procedimentos estão sendo definidos conforme a Constituição, passando por acórdão do STF sobre o assunto, a Lei Especial 10.079/1950 e o Regimento Interno do Senado Federal.
"Os senadores, ao final e ao cabo, serão os julgadores. O papel constitucional do Senado Federal é decidir se há ou se não há crime de responsabilidade da presidente Dilma. Nós não estamos aqui produzindo o noticiário de cada dia, estamos fazendo a história do Brasil", disse.
Renan Calheiros e Ricardo Lewandowski se reuníram nesta segunda-feira (18) no STF
Wilson Dias/Agência Brasil - 18.4.16
Renan Calheiros e Ricardo Lewandowski se reuníram nesta segunda-feira (18) no STF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POLICIAL MILITAR DÁ EXEMPLO DE SUPERAÇÃO AO SEGUIR NA ATIVIDADE MESMO APÓS TRÁGICO ACIDENTE

Comando do Oitavo Batalhão convida Policial Militar do Batalhão de Polícia de Choque para ministrar palestra.  As fatalidades da vid...